23.11.16

esperantolutadança

Um tsunami
debaixo do espelho do corpo
arrebentando em agitações
por dentro

eu aqui na vaga
estacionada

Nenhum comentário: